8 coisas que aprendi depois de me tornar mãe

aprendizados maternos

Depois de mãe a gente aprende tanta coisa, que chegamos até a nos questionar quem veio ao mundo para ensinar quem.

Eu que achava que seria a ‘professora da vida’ da Bellinha, acabei descobrindo uma fonte inesgotável de aprendizados diários. Coisas que eu havia me esquecido, ou tinha me deixado influenciar pela maldade do mundo.

Sabe quando você se pega praticando algo e pensa: “Por que não fiz isso a vida inteira?”

Então, a maternidade me trouxe muito disso. E eu separei as 8 que mais mexeram comigo, e compartilho com vocês agora! Olha só:

1 – Em caso de choro, abraços curam

Quando foi que me esqueci do poder de um abraço? Bom, quando esqueci não vem ao caso. O importante é que depois de ter um pequeno ser que precisa de mim o tempo todo, descobri o quanto poder agarrar alguém e enlaçar a alma faz bem e cura males que a gente nem imaginava.

2 – Gentileza gera SIM, gentileza

Quando você diz “por favor” e “obrigada” para seu filho, ele fala para você também. Então por que não fazer isso com o resto do universo? Gratidão traz gratidão, e ser gentil é uma virtude que não pode ser esquecida.

3 – É preciso ouvir com os olhos

Sim, a vida não é feita somente de ‘pode falar’… É preciso muito mais ‘estou te ouvindo’, com olho no olho, compreensão, vontade de entender.

4 – Aprender faz sujeira

Você pode considerar a sujeira física, ou apenas aquela bagunça emocional mesmo. A questão aqui é que aprender requer um pouco de loucura, e pode ser imperfeita de início. Mas é na prática que nos aperfeiçoamos, e a sujeira a gente limpa depois.

5 – A realidade merece uma folga

Rotina intensa… Dias cansativos… Parar para sonhar não faz mal a ninguém. Assim, como para os nossos filhos, acreditar em algumas coisas como ‘papai noel’ e ‘coelhinho da páscoa’, pode acrescentar à infância um pouco de magia e fé em um mundo lindo.

empatia - definição

6 – A empatia é uma virtude

Tá aí uma palavrinha que eu mal conhecia mas já agarrei pra vida: EMPATIA. Colocar-se no lugar do outro é quase um dom divino, e pode curar muitos males. Juro. Depois de mãe a gente aprende a sempre pensar “e se fosse eu?”,  “e se fosse comigo?” ou até “e se fosse com a minha filha?“, antes de tomar qualquer atitude.

7 – Rir sempre vale a pena

Nada como gargalhadas no início da manhã, e risos soltos durante o resto do dia. E a gente aprende que tudo que nos faz sorrir, valeu a pena.

8 – Certas coisas não valem o grito

Crianças saudáveis fazem bagunça sim, derrubam iorgurte no chão sim, e às vezes riscam o chão de canetinha SIM. Há crises maiores no mundo. E antes de alterar o tom de voz, pense que poderia ser bem pior.
Ok, pode parecer maluquice. Mas acredite, isso evita muito desgaste e arrependimentos desnecessários.


Incrível né?!

Logo eu, que achava que sabia de tudo, me pego aprendendo cada dia mais. Coisas que me mudam constantemente e me fazem querer ser uma pessoa melhor. Porque só assim, eu posso criar para o mundo alguém que entende que a vida é um eterno aprendizado.

A maternidade reforça nossas capacidades e nos faz evoluir, não é mesmo?! Que venham mais lições lindas, e que eu esteja sempre aberta para absorvê-las.

🙂

Um beijo

assinatura stephanie gravidicas

 

 

4 Replies to “8 coisas que aprendi depois de me tornar mãe

  1. Ste, excelente post. Quem ainda nao tem filho, sempre pensa “quando eu tiver filhou vou fazer isso, ou nao voiu deixar ele fazer aquilo…” mas a questão é que a gente só vai saber o como vai agir o dia que for mãe, e na real, as vezes acho que nem saberemos como agir, mas o ser mãe vai nos ensinar. Bem o que voce fala aqui. Parabéns!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *