Gravidez

Diferenças entre a primeira e a segunda gravidez – Primeiro Trimestre

Mesmo antes de engravidar novamente, eu já ouvia muita gente dizer que uma gestação nunca é igual a outra.

Dito e feito.

Da “água que não beberia”, estou agora tomando gole por gole. (tipicamente materno isso, né?!)

Então resolvi compartilhar com vocês quais as maiores diferenças que percebi entre o que vivi ha 5 anos, e agora.

1 – Sintomas típicos

Com certeza a maior diferença se concentra nesse item. Estou vivendo todos os sintomas possíveis com muita intensidade. Um dia sem enjoo ou azia, é um dia atípico para mim.

Enquanto na gravidez da Bellinha eu passei os 3 primeiros meses apenas com aquele mau estar matinal… Comia algo no café da manhã e já melhorava. Desta vez, posso até me alimentar bem de manhã, mas tudo parece que nunca “cai bem”, aí vem o sofrimento.

Maaas, mesmo sofrendo desse mal, sinto bastante fome. Não que isso signifique que estou comendo muito. Simplesmente tenho vontade de comer as coisas, mas um pouco só já me satisfaz. Na maioria das vezes, se ultrapasso meu limite, acabo pegando aversão ao alimento ingerido. Essa parte sim, está bem parecida com a primeira gestação.

Outro ponto que tem pesado bastante é o cansaço. Não lembro de ter me sentido assim antes, mas hoje me sinto cansada já ao acordar. É como se meu corpo não tivesse energia nenhuma, pra nada. Da outra vez, esse sintoma passou despercebido.

Meus seios também estão absurdamente diferentes. Não tive NADA relacionado a eles na gravidez da Bellinha. Nem dor, nem aumento, nem nada. Agora sinto como se fossem explodir a qualquer momento… Estão sensíveis ao extremo, e senti que cresceram um pouco também. Além de sofrer de uma esquisita coceira nos bicos, em umas “bolinhas” que se formaram na auréola (as tais das “Glândulas de Montgomery“).

2 – Crescimento da barriga

Todo mundo diz que na segunda gravidez a barriga cresce muito mais rápido, e eu sou a prova disso. Dia apos dia sinto que estou maior, embora permaneça com o mesmo peso (amém). A barriga de nem 14 semanas é igual a que eu tinha com no mínimo 20 semanas na gestação da Bellinha.

3 – Desejos

Eu não gosto de intitular tudo de “desejo”, mas tenho tido várias vontades de coisas que nunca fui muito fã.
(considero desejo DESEJO quando salivo e fico realmente ansiosa pra comer. Mas tenho várias vontades aleatórias que procuro satisfazer, mas não é nada absurdo caso não consiga).

Na gravidez da Bellinha tinha muita vontade de comer doce, agora também tenho tido, mas numa intensidade muito menor. Além de que, estou meio arisca com chocolate puro (tipo barra de chocolate). Se for algo COM chocolate ou DE chocolate (tipo pavê, tortas e etc), aí eu como de lamber os dedos.

Infelizmente tenho tido muita vontade de comer coisas pesadas, tipo massas. Também fiquei assim ha 5 anos, mas lembro que essas vontades vieram um pouco mais tarde do que agora. Então o negócio é cuidar!

4 – Pele, cabelo e unhas

A pele é o que mais tenho sentido diferença. Na gestação da Bellinha fiquei feito um ralador de queijo no início. Tinha muitas espinhas! Agora raramente sai alguma (graças a Deus).

Minhas unhas e cabelo estão crescendo mais fortes e mais rápido que o normal, isso aconteceu também da outra vez e sou só gratidão por isso!

5 – Ansiedade

Isso eu posso dizer que está 100% diferente. Da vez passada eu fui extremamente ansiosa, a ponto de prejudicar minha saúde por isso. Tinha muito medo da perda, e por isso sofri muito.

Agora me sinto muito mais tranquila. Talvez por já saber o que esperar e também por estar sempre com sintomas (querendo ou não, eles me fazem sentir super grávida).
Como também já tenho outras preocupações, como cuidar da Bellinha, minha cabeça não fica martelando muito sobre o que está certo e o que está errado. Simplesmente vivo um dia de cada vez. E isso sim eu queria ter vivido na primeira gravidez.

Diferente ou não, confesso que tem sido uma loucura estar grávida mais uma vez.

Gerar um ser humano é uma tarefa árdua, mas única. Não ha nada no mundo que descreva a sensação de sentir que estamos nutrindo e zelando tanto por alguém que nem vimos ainda.

Só peço que Deus continue abençoando essa nova vida, e que tudo resulte no que tivemos na primeira gravidez: uma criança saudável e forte.

Ps: ainda não sabemos o sexo. Teremos nosso Chá Revelação no dia 17/02, e logo logo trarei mais detalhes de tudo. (Enquanto isso, vem ver as inspirações para a festa – AQUI)

Um beijo,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *