Documentos pessoais: Como fazer RG e CPF das crianças

Dizem que muita coisa na vida a gente só aprende depois que apanha. E vou te dizer: É a mais pura verdade.
Bellinha já completou 3 anos e eu não tinha ido atrás dos seus documentos por motivos de ‘preguiça’ e ‘falta de necessidade’.

Mas adivinhem quem começou a semana desesperada atrás de tudo isso?! Sim, euzinha!
Dia 31 viajaremos e alguns passeios estão programados em outros países, ou seja: Criança sem documento com foto NÃO ENTRA.

Por um descuido e por estar sempre com a cabeça cheia, eu nem pensei nesse detalhe. Estava tranquila pois fui atrás da documentação apenas para a viagem de avião. As companhias aéreas aceitam a certidão de nascimento, junto de um documento com foto dos pais para comprovar a filiação. A maioria aceita esse método para as crianças de até 12 anos!

Embora eu entenda que a documentação da criança é uma segurança a mais que temos, e também é bem mais prática de ter em mãos do que precisar ficar carregando a certidão de nascmento, eu permanecia adiando esse compromisso. (Pra não dizer que estava completamente relapsa, durante as férias de julho eu fui atrás do CPF dela e deu tudo certo. Porém, CPF também não tem foto né?!

Como a correria foi grande, e eu percebi na pele a importância de ter tudo em mãos desde cedo, separei as informações necessárias para vocês já agilizarem tudo por aí também, caso ainda não tenham feito os documentos da cria ainda. Olha só:

CPF

(Importante fazê-lo antes do RG, pois o número constará na identidade também)

  • A inscrição do CPF pode ser feita em todas as agências próprias e terceirizadas dos CORREIOS.
  • Não é necessário agendamento.
  • Não existe idade mínima para fazer CPF, então: nasceu, já pode ir atrás.
  • Você precisará ter em mãos (todos originais):
    – Certidão de nascimento da criança
    – Documento do pai, da mãe, ou do responsável legal (neste caso é preciso levar um documento que comprove a responsabilidade da guarda)
    – Comprovante de residência.
  • Crianças menores de 16 anos não precisam estar junto no momento da solicitação.
  • Existe uma taxa que você precisará pagar de R$ 7,00 e eles só aceitam esse valor em dinheiro (não adianta levar cartão de débito).
  • O documento fica pronto na hora, e agora é impresso. Isso dificulta um pouco a conservação do documento, por isso você pode ir até uma papelaria para plastificar, e assim, guardá-lo com mais segurança.

RG

(As informações estão baseadas na cidade de Curitiba/PR. Embora eu acredite que o procedimento seja igual para todo o Brasil, é importante confirmar como funciona em sua cidade – basta pesquisar no google “Como fazer RG no Rio de Janeiro”, por exemplo)

  • A inscrição deve ser feita pelo nos locais indicados de cada estado. Aqui no paraná o Institudo de Identificação é o responsável pela emissão.
  • É necessário agendamento! (No caso aqui de Curitiba, fiquei sabendo hoje que a agenda só aberta no site das 9:00 às 9:10. Ou seja: 10 minutinhos por dia para conseguir um horário 🙁 Clique AQUI para acessar a página de agendamento para o estado do Paraná)
  • Não existe idade mínima
  • Para fazer o RG de um menor é preciso:
    – Certidão de nascimento da criança em bom estado de conservação
    – RG do pai, da mãe, ou do responsável legal (neste caso é preciso levar a Decisão Judicial que confere a responsabilidade legal ao acompanhante)
    – Comprovante de residência
    – Para os postos que não estão totalmente informatizados, é preciso levar uma foto 3×4 colorida no padrão para carteira de identidade
    – CPF do menor, caso já tenha e caso queira que o número conste no RG.
  • A criança deve estar junto pois eles precisam recolher as impressões digitais. A porcentagem mínima de aceitação é de 35% para cada dedo. (Como os bebês ainda estão com suas digitais um pouco fracas, às vezes fica um pouco complicado do sistema captar, mas ainda assim, mesmo que seja só 35%, eles aceitam)
  • A primeira via é gratuita
  • O documento não fica pronto na hora. Varia de local, mas por aqui, irá demorar de 7 a 10 dias úteis.

No fim das contas, é tudo bem fácil e prático se você se programar com antecedência (como tudo na vida). E hoje eu percebi que para mais esta situação que o melhor é sempre previnir.

Pensando agora na facilidade e segurança que um documento desses nos dá, me culpo por não ter cuidado disso antes. Mas, antes tarde do que nunca, né?!

Me contem: Vocês já fizeram os documentos dos seus filhos? Acharam tranquilo o procedimento?

Um beijo

 

 

 

 

One Reply to “Documentos pessoais: Como fazer RG e CPF das crianças”

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *