Uncategorized

Você já ouviu falar sobre DOR DE CRESCIMENTO?

Popularmente conhecida como ‘dor do crescimento’, a dor em membros é queixa comum no atendimento ambulatorial pediátrico e ortopédico. Ocorre predominante entre a faixa etária de 6 a 19 anos e corresponde a 15% das principais dores nas crianças.

Os sintomas mais comuns são: dores nas coxas, panturrilhas ou na parte traseira dos joelhos. Alguns casos podem afetar simultaneamente os braços e as pernas. E em quase metade das crianças, dores de cabeça acontecem no mesmo período.

A dor do crescimento é uma dor noturna, súbita e não articular. Seu inicio é comum no fim da tarde e noite, quando a musculatura relaxa. Em algumas situações, a dor é de forte intensidade, mas passageira (tem duração de 10 a 15 minutos).

“Em 90% dos casos, as dores nos membros não são orgânicas, assim como observado nas cefaleias e dores abdominais recorrentes. Por isso, é preciso ficar atento aos fatores que causam a dor, como: estresse, frio, atividade física excessiva e anormalidades ortopédicas e posturais. O diagnóstico da ‘dor do crescimento’ é feito em avaliação médica por exclusão de outras doenças. E pode ser prevenida evitando situações de estresse e com o incentivo de práticas físicas de baixa intensidade.”, explica a médica pediatra Denise Katz (CRM 63548-SP).

A dor do crescimento não costuma ser acompanhada por episódios de febre, inchaço e vermelhidão, por exemplo. Nestes casos, o ideal é procurar um médico (pediatra ou ortopedista) para investigar mais a fundo.

O importante é ter um médico que acompanhe o quadro clínico de sua criança, e que possa lhe assegurar sobre o que é comum e o que não é. Qualquer diagnóstico e tratamento deve ser feito pelo pediatra ou especialista.

Um beijo,

 

1 thought on “Você já ouviu falar sobre DOR DE CRESCIMENTO?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *