Maternidade, Rotina

Leis de Murphy da maternidade

Quem aqui já ouviu falar das tais Leis de Murphy?

Então, como se não bastassem as leis normais do dia-a-dia, quando nos tornamos mães, novas situações surgem.
Tais como:

As coisas surgem no chão depois que filho dorme

Acho que toda mãe aqui já passou por uma noite difícil com o filho.
Aquelas noites que eles brigam com o sono, estão irritados, não querem dormir, estão cansados demais para ficarem acordados, e isso causa um colapso na cabecinha deles, e nós quase surtamos.
E é sempre assim: Após MUITO custo, muito chamego, paciência, colo, balanço pra cá, balanço pra lá, eles finalmente DORMEM.
Os colocamos na caminha com todo cuidado do mundo, para que não sintam que saíram dos nossos braços… Prendemos a respiração pra não correr o risco de fazer qualquer barulho mínimo que seja… Andamos na ponta dos pés e saímos de fininho.
Eis que surge do nada: 2 bolas, 4 bonecas, 7 brinquedos, 1 tambor, 6 bichinhos de pelúcia, 1 bateria, e mais uns 14 daqueles bichinhos que fazem “BÉ” quando a gente aperta.
Nessas horas a gente nem se importaria de cair e ficar em coma, contanto que não fizesse barulho nenhum.
Mas….
(o desfecho aposto que você já sabe?!)

Ah: e aquela lei que: “Todo dedo do pé, encontra sua quina”, não só ganha vida, como, no fim das contas, ainda é um milagre termos os dedos lá.
P.s.: e a arte de segurarmos o grito, o choro, a dor, o desespero e a vontade de jogar longe aquele objeto que nos atingiu, nessas horas é impressionante depois que nos tornamos mães!

O chão parece que fica assim quando vamos sair rsrsr



Desencontrando o sono 

Eu não sei vocês, mas sempre me disseram pra aproveitar enquanto o bebê dorme, para dormir junto.

Mas como o sono deles é uma vitória, e com o tempo, vai se tornando artigo de luxo, a gente tenta fazer TUDO enquanto eles tiram aquela soneca.
Aí pensamos: Depois que eu terminar, eu dou uma deitadinha com ele.
Fim dos tempos.
A gente lava louça, limpa a casa, passa roupa, e enfim, DEITA.
2 minutos e eles acordam.
Ponto final.
Game over descansinho da beleza…


A roupa

Além de não termos mais tempo pra fazer todo aquele ritual de beleza antes de sairmos pra passear, depois do filho, toda roupa limpa, cedo ou tarde encontra com: o vomito, xixi, mão suja, caquinha e baba do filho.



P.s: Ou blusa suja de leite que vazou? Quem nunca? hahaha



Sono errado

Pelo menos aqui em casa, isso acontece SEMPRE: Maior correria pra sair, arrumamos tudo, e quando vamos arrumar o baby: DORMIU.

Aqueles sonos pesados, gostosos, que a gente não consegue ser maldosa a ponto de conseguir acordá-los.
Esperamos a boa vontade, eles acordam, saímos, colocamos no carro, fica agitada, estamos chegando ao nosso destino: DORMIU DE NOVO!
Parece que eles têm um reloginho anti-passeio.


Hora do banho

Jogo rápido: Não quer entrar, e depois não quer sair!

Quer desespero maior que esse?


O brinquedo errado

Você faz um “cantinho da bagunça”: coloca todos os melhores brinquedos e bichinhos em volta do bebê e o deixa lá pra brincar.

Quando você vê, ele está com um durex colado na cabeça, o controle remoto na boca, e o resto dos bichinhos todos intactos no cantinho deles.
Sim, coisas surgem do além, por mais que tenhamos um cuidado absurdo!

Isso quando não voltamos e eles estão assim rsrsrs



Vai dizer que não é verdade?

Se você lembrou de mais alguma “Lei de Murphy da maternidade”, comenta aqui que eu acrescento no post (com os devidos créditos!)


Beijos e até a próxima.

2 thoughts on “Leis de Murphy da maternidade

  1. Kkkk adorei! Minha filha adora brincar e comer chinelos. Ela pode estar com o brinquedo que for na mão se ver um chinelo de bobeira ela corre pra pegar!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *