Textos Gravidicas

Sobre os dias difíceis de se desempenhar o papel de mãe

Tem dias que fica difícil desempenhar o papel de mãe.

Nos dias em que todo o resto parece dar errado, retomar a consciência pra lidar com os filhos, é quase impossível.

Hoje é um dia desses pra mim.

Várias coisas deram errado já cedo. E pra ajudar, acho que a Isabelle sentiu todo o stress e decidiu fazer a louca também.

Não eram nem 9h da manhã e ela já tinha falado “MÃE! – ou MAMÃE!” 43 vezes!
Quase uma chamada a cada 2 minutos desde a hora em que ela tinha acordado.

Eu tentei respirar fundo.
Gritar.
Chorar.
Orar.

Mas não conseguia silêncio o suficiente para completar nenhuma das alternativas acima.

Liguei o som do carro no último, enquanto segurava as lágrimas por estar me sentindo daquele jeito.

Eu sabia que ela não tinha culpa dos perrengues anteriores. Assim como sabia que seria difícil pra ela entender que às vezes, não estamos num dia bom para cantar patati patatá, por exemplo.

Segui nesse impasse interior o trajeto inteiro. E assim que chegamos na escolinha, respirei fundo, deixei a lágrima presa escorrer e pedi desculpas.

Ela me abraçou apertado, disse que sentia muito também e que ficaria com saudades.

Descemos do carro, ela foi feliz para a sala, e eu fiquei alguns segundos ainda em choque, tentando entender porque alguns dias são tão difíceis.

Indo para o trabalho, inconscientemente me belisquei.
E então me dei conta que eu também sou de carne e osso. Errante. Aprendiz. Humana.

Lembrei que muita coisa pode ter dado errado hoje, mas tantas outras coisas certas aconteceram nos dias anteriores.
E a prova disso foi o abraço que ganhei, mesmo não sentindo merecer.

Isso porque a gente ganha sempre o que mais dá.

E hoje eu percebi que ela aprendeu comigo sobre empatia.
Dedico a minha à ela sempre que possível.
E ela me retorna sempre que necessário.

Então eis aí real essência da maternidade:
A gente desenha o coração, e os filhos preenchem 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *