Uncategorized

Saltos de desenvolvimento e Picos de Crescimento. Você sabe o que são?

Primeiro deixa eu explicar que aqui não vai ter muito termo técnico não.
Vamos falar de mãe pra mãe, na linguagem que a gente vive no dia-a-dia e baseado em muitas leituras, e principalmente: na sofrência que eu já vivi sobre o assunto, ok?
Ok, então.

Sabe aqueles dias que seu bebê está irreconhecível?
Que você tem vontade de ir pro banheiro e chorar como nunca?
Que aquele bebezinho fofinho some, e dá lugar a um ser desconhecido que só chora, resmunga e não está satisfeito com nada?

Pois então, pode ser que ele esteja passando por um salto de desenvolvimento!

Os saltos de desenvolvimento são fases que todos os bebês passam.
Em alguns, os “sintomas” são muito mais visíveis. Em outros, passam despercebido.
Mas nunca deixam de acontecer.

crying-baby

Pense assim: Seu bebê nasceu e é tudo novo pra ele. Tudo.
Com o passar do tempo ele desenvolverá muitas habilidades. São desenvolvimentos cognitivos, motores, de linguagem, e desenvolvimentos sociais.

Os cognitivos tem a ver com o processamento de informações e demais desenvolvimentos relacionados ao cérebro.
Motores vão desde o “sentar” até o “andar e correr”
De linguagem, claro, tem a ver com a fala e o modo de comunicar-se.
E desenvolvimento sociais são relativos a interpretação das situações, e etc.

Quando um bebê tem um salto desses, tudo fica afetado: O sono, a alimentação, o humor.
Pensem que ele está aprendendo algo novo. Pode ficar excitado demais pela descoberta e não querer nem dormir por isso. Assim como pode se irritar nas vezes que não consegue fazer o novo “feito” direito, e daí rola aquela impaciência.

A boa notícia? Bom, além do seu bebê estar aprendendo algo novo, essa fase passa.
Alguns saltos duram menos de uma semana, como também podem durar 1 mês. Mas como eu já disse, vai de bebê para bebê. Aqui em casa a maioria dos saltos durava uma semana só, quase o suficiente pra me deixar louca, mas passavam.

Então, se você está quase pulando de um prédio de desespero, ligando para mil pediatras e tentando encontrar o bebê que se perdeu nesse novo ser irritadinho: respire fundo. Ele só está se desenvolvendo.

As fases mais comuns para os saltos são em quase todos os “mesversários” (aqui batiam certinho. Era ver que ela tava esquisita, calculava o tempo de vida e pronto: tá em salto!). Então, quando eles passam por um salto, normalmente é porque aprenderam algo novo. E normalmente é porque:

Com aproximadamente 1 mês (aqui foi com 28 dias exatos que começou. Nunca vou esquecer porque foram dias que era eu e ela chorando ao mesmo tempo rsrsrs).
Eles começam a enxergar melhor, e também já não passam tanto tempo dormindo. Ah, os sorrisos deixam de ser espasmos e são sim, sorrisos de verdade!

Com aproximadamente 2 meses já vai chegando a fase da insegurança. Porque até então, mãe e filho ainda são um só. Eles começam a enxergar ainda melhor, a sentir gosto melhor (sim, nosso leite tem vários sabores rsrsrs), e até a audição começa a melhorar. Com tudo isso o mundo começa a parecer maior e vem um medo…

Com os 3 meses é aquela fase em que eles descobrem que tem mãos e pés. Ai ai, nada mais delicioso do que comer próprias mãos…

Tem também o salto que acontece entre 4 e 5 meses… É considerado o mais longo e o mais intenso. Na maioria das vezes, bate justamente com o retorno da mãe ao trabalho. A tal da “dor da separação”. Eles já entendem o mundo muuito melhor. Começam a querer sentar sozinhos. Já conseguem se virar sozinhos na cama, a trocar os objetos de mão e por aí vai. Enfim, são muitas novidades pra um salto só. Então: aguenta firme!

Quando você estiver se recuperando desse último salto que normalmente é tenso, vem o de 6 meses. Fase em que ele começa a balbuciar algumas palavras… A querer bater palminha. E sim: A fase que ele começa a entender que quando você se afasta, pode ser que você demore um pouco pra voltar… E ops, bebê não gosta de ficar longe da mãe. Então: mais uma dose extra de força!

O de 7 meses é quase imperceptível, mas pode acontecer. Afinal, tem bebê que já começa a engatinhar nessa fase…

Com 8 meses ele praticamente já sabe o que quer: Tenta apontar, a indicar e até mesmo a falar mais. A maioria dos bebês já engatinham nesta fase. Começam a criar “gostos” particulares com relação a comida e a ambientes. 

Com 9 e 10 meses ele ainda fica aperfeiçoando o que desenvolveu no salto dos 8 meses, então não rola nada de muito diferente e pode nem ter salto nesses dois meses. 

Com 11 meses eles podem querer começar a andar. São mais resistentes a situações que exigem que eles fiquem parados (troca de fralda, por exemplo). Explorar o mundo é sua nova missão. E cuidar com as quinas dos móveis é a sua, mãe. rsrsrs

Depois do primeiro ano rolam alguns outros saltos, mas confesso que por aqui não foram perceptíveis, então não vou falar do que não vivi. Mas eles são comuns sim, até os 20 meses da criança. Após os 12 meses não são tão frequentes, mas se acontecer, não estranhe. Ele ainda tem muito pra aprender.

Vale destacar aqui, que além de todas as alterações de humor, alimentação e sono, é muito comum que o bebê exija muito mais da mãe nesses saltos. Afinal, o porto-seguro que ele tem é sempre você.

E depois de tantas descobertas, vem mais uma boa notícia… Porque depois de quase te enlouquecer, de repente ele só vai querer domir, e mamar e não vai querer saber de mais nada…
Aí vem os PICOS DE CRESCIMENTO (acho que eles vem em seguida justamente pra nos dar forças rsrsrsrs).
Esses são mais simples: Hora de crescer. (Agora falando em tamanho mesmo).
Eles dormem mais e tendem a exigir mais da alimentação (sabe quando a mãe fala que tem que comer bastante porque “tá em fase de crescimento”? Então, ela existe mesmo!).

large (70)
Esses picos normalmente acontecem depois dos saltos e também nos assustam.
Afinal, a criança tava enlouquecida aqui e de repente só dorme?
Bom, se não tem nenhum outro sintoma a não ser fome e soninho gostoso a qualquer hora, vem mais uns centímetros por aí.
(Aproveite essa fase para se recuperar da loucura que é o salto de desenvolvimento).

Ah, e os picos são mais frequentes e vão até a adolescencia. E vão te fazer falar a famosa frase: “parece que eu dormi e ele acordou maior”. Acordou mesmo rsrsrsrs

Acho que ficou fácil de entender né?
Se o bebê está irritado, não querendo comer muito e nem dormir, é porque está se desenvolvendo.
Se está dormindo demais, é porque está crescendo.

(Lembrando que caso seu instinto materno ache que tem algo errado, não hesite em procurar o pediatra… Esses saltos nunca são acompanhados de febre nem nada tá?!)


(Lembrando² que este post foi escrito por uma mãe que leu bastante sobre o caso, viveu as fases e sobreviveu pra contar. Ou seja: não é regra e pode ser diferente por aí. Mas que a maioria vai se identificar… Ah vai.)



Beijos de força (e fé, e coragem, e tudo mais para vocês que estão passando por um salto agora rsrsrs)





4 thoughts on “Saltos de desenvolvimento e Picos de Crescimento. Você sabe o que são?

  1. Meu filho está com 20 dias e ontem parece que começou essa fase, dorme pouco, chora quando tá acordado e fica irritado…Acho q tem um pouco de colica tb, mas acho que pode ser esse salto de desenvolvimento. Bom saber disso, pois estava elouquecendo não sabendo como lidar com isso. Ufa , espero que passe logo.
    Obrigada. Bjs Gabriele

  2. Meu filho está com 20 dias e ontem parece que começou essa fase, dorme pouco, chora quando tá acordado e fica irritado…Acho q tem um pouco de colica tb, mas acho que pode ser esse salto de desenvolvimento. Bom saber disso, pois estava elouquecendo não sabendo como lidar com isso. Ufa , espero que passe logo.
    Obrigada. Bjs Gabriele

  3. “Se o bebê está irritado, não querendo comer muito e nem dormir, é porque está se desenvolvendo.
    Se está dormindo demais, é porque está crescendo.”
    QUE POST GENIAL, eu nao sabia de NADA disso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *