Socorro! Meu bebê não dorme (ou acorda demais)

large (70)

Acho que a coisa mais óbvia que sabemos quando nos tornamos mais é que nossas noites nunca mais serão as mesmas.
Isso porque ninguém nos deixa esquecer desse detalhe. Basta ter uma barriga visível que já chegam os comentários “aproveita para dormir agora”, “descansa agora porque depois não vai dar”.
E num misto de raiva e desespero, o filho nasce e a triste teoria se confirma: a gente não dorme direito mesmo.
Mesmo que você tenha sorte de ter um bebê tranquilo, você ainda assim irá acordar várias vezes de madrugada para checar a respiração.
Mas, se você é uma mera mortal como eu, e como 99% das mães que eu conheço e que convivo: você vai acordar além do normal.
O bebê vai chorar além do normal, e você pode até perder um pouco da sua sanidade por isso.
Mas calma, às vezes o motivo e a solução são mais simples do que pensávamos. E justamente por estarmos cansadas demais, acabamos pulando alguns passos importantes.

1º item

É difícil, porém essencial: não basta levantar da cama. É preciso acordar! Despertar mesmo que sejam 2:00 da manhã.
Somente assim você poderá fazer algo racional. O que pode diminuir as chances de você ter que repetir a dose (já que a tendência é você acertar mais rápido).

2º item

Respire fundo antes de pegar o bebê no colo. Conte até mil e vá com calma. Puxe na memória algo bem lindo sobre seu filho e faça esse esforço lembrando disso, e somente disso. Nada de ficar se martirizando sobre cansaço e tudo mais. Deixe esse discurso para o marido.

3º item

Pegue-o com calma e tente acalmá-lo em seu colo.
Não, ele não vai ficar mal acostumado. O choro é a única forma que ele tem de expressar que tem algo de errado, e não ha nada mais desesperador do que aclamar por algo e não ser atendido. Pratique a empatia: Você gostaria de ser ignorada em um momento de fragilidade? Não né?!

4º item

Cheque a fralda. Talvez ela esteja incomodando por estar molhada demais, ou ele pode ter feito cocô.

5º item

Cheque a temperatura corporal. Não apenas para verificar uma possível febre, mas se as mãos estiverem geladinhas, ele pode estar sentindo frio. Ou se estiver suando muito, pode ser calor demais.

6º item

Amamente. Se seu filho ainda mama no peito, amamente. Com calma, com amor e com carinho. É muito provável que após isso ele adormeça em seus braços, mas isso não quer dizer que a batalha foi vencida. Espere até ter certeza que ele adormeceu profundamente. Você consegue perceber isso pela firmeza do corpo: Se ele estiver molinho e relaxado, quer dizer que foi rendido ao soninho gostoso. Mas se ele ainda estiver segurando seu dedo (por exemplo), espere mais um pouco. Melhor mais dez minutos sentada ali do que deitar e ter que levantar nem uma hora depois.

7º item

Se seu filho já não mama no peito, veja se ele não aceita a mamadeira. Pode ser fome ou sede.

8º item

Para os dois itens acima, espere ele arrotar.

9º item

Antes de colocá-lo de volta no berço, veja se está tudo em ordem, se não tem algo que possa ter lhe incomodado.

10º item

Se tiver um abajur por perto, deixe-o aceso. As crianças acordam várias vezes a noite, mas não são todas as vezes que elas choram. Pode ser que desta vez ele tenha despertado e se assustou com o escuro.

11º item

Não saia de perto até ter certeza que ele adormeceu. A pressa é nossa pior inimiga.

E se por um acaso ele acorde de novo, repita todos os passos e não se esqueça: Isso vai passar.
Assim como passa o primeiro sorriso, as primeiras balbuciadas, os primeiros dentinhos.
As noites podem parecer longas, mas procure sempre fazer com que as coisas virem a seu favor. Talvez seja uma chance de ficar mais grudadinha com ele. E acredite, ele precisa de você por inteiro e de coração.
Faça as coisas por amor e não terá que carregar nenhum fardo.
Acorde por amor e voltar a dormir será ainda mais prazeroso.

Muitas vezes desejamos acelerar o processo, mas a dificuldade nunca deixará de fazer parte do nosso dia a dia materno.
Amanhã o sono poderá não ser um problema, mas talvez entre na pauta a dificuldade na alimentação… E por aí vai.
Tire a melhor lição e dê o melhor de si em todos os processos.

A maternidade tem seu preço, e a moeda de troca é um sorrisinho desajeitado e um olhar sincero de agradecimento.
Aproveite!

Ah, um adendo: Se ainda assim a rotina continuar pesada, não hesite em pedir ajuda. Caso o cansaço ultrapasse os limites da normalidade, se você forçar ainda mais a barra as coisas podem piorar e isso pode afetar até mesmo sua saúde. (Aqui eu entro mais uma vez com o pedido para os pais compartilharem a carga! Filho não é obrigação apenas de mãe, independente se o cara trabalha, tem 3 empregos e etc. Cuidar de outro ser humano é o trabalho MAIS DIFÍCIL e cansativo do mundo). #AJUDEAMÃE

10428094_322394457966672_6208832952132273977_n
Técnica utilizada aqui em casa: “Não me acorde!! É a sua vez”.

para posts

Eu Sou do CBBlogers

8 Replies to “Socorro! Meu bebê não dorme (ou acorda demais)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *