Textos Gravidicas

Um pouco sobre minha mãe

Foi dela que eu herdei as curvas
E o canino pontudinho de vampiro.

Veio dela também essa minha mania de querer abraçar o mundo todo de uma vez
Mesmo sabendo que essa é uma missão quase impossível.
Mas ainda assim a gente tenta.

Foi ela que me ensinou a fazer as unhas em casa
E a colocar o absorvente certinho pra menstruação não vazar.

Ela me ensinou a economizar com procedimentos de beleza, mas sempre me incentivou a me cuidar.

Do coração dela para o meu, veio também um amor absurdo pelos outros, mas sem esquecer daquela dose essencial de amor próprio.
Ela é aquela que lembra de comprar calcinhas e meias novas
E foi também quem me ensinou que sutiã a gente começa escolhendo pelo conforto

Ela me ensinou que não pode apertar.
E eu não to falando só das lingeries.
Nada que nos machuque merece permanecer atrelado ao nosso corpo.
E eu sei que ela também se referia à pessoas quando me dizia isso.

Ela é aquela que sempre se preocupou em manter minha prateleira com os melhores perfumes
Mas mais do que isso, foi ela quem perfumou minha alma com toda sua essência
As vezes somos água e óleo
Outras, somos tão iguais que ninguém sabe quem é quem
De costas, somos idênticas.
Não importa se ela ainda usa o tom avermelhado no cabelo e eu já tenha voltado para o castanho

Temos a mesma altura
Mas infelizmente não calçamos o mesmo número (Ah como eu queria usar alguns sapatos seus)

Concordamos e discordamos em tantas coisas
Já nos magoamos e fomos a maior fonte de amor uma da outra em questão de segundos

E embora maternar seja uma lição que aprendo diariamente com a minha própria filha
Eu sempre a olharei como minha maior musa inspiradora pra essa tarefa tão minuciosa e divina…
Ser mãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *